Wehrlein substituir Hartley na Toro Rosso “não é a intenção no momento”, diz Marko

A Red Bull não vai resgatar Pascal Wehrlein para Fórmula 1, em substituição à Brendon Hartley na Toro Rosso. Pelo menos não para “o momento”, segundo afirma a equipe austríaca.

Durante o GP da Espanha, no último domingo, surgiram rumores no paddock em Barcelona, alegando que os dias de Hartley na Toro Rosso poderiam estar contados.

Segundo as especulações, o neozelandês teria apenas mais uma corrida para salvar sua carreira na F1, o GP de Mônaco, antes de ser substituído no GP do Canadá pelo ex-piloto da Sauber, Pascal Wehrlein.

Entretanto, os rumores não foram confirmados pelo conselheiro da Red Bull, Helmut Marko, que quando questionado, sobre a possibilidade de Hartley ser retirado do time, respondeu: “Essa não é a intenção no momento”, em resposta à “Auto Motor und Sport”.

Apesar de não confirmar o ingresso de Wehrlein, não foi exatamente uma resposta muito tranquilizante para Hartley. O neozelandês possui apenas um posto no campeonato, ficando a sombra do colega de equipe, Pierre Gasly, com 12 pontos e um impressionante quarto lugar no GP do Bahrein.

Ainda de acordo com informações, Wehrlein possui uma cláusula em seu contrato na DTM – atual categoria em que o alemão compete – que o liberaria a qualquer momento, se uma vaga na F1 surgir.