Vettel surpreso com tamanha desvantagem para a Mercedes no classificatório

Sebastian Vettel, da Ferrari, admitiu que ele ficou “um pouco triste” depois de testemunhar o déficit para os rivais da Mercedes durante o treino classificatório para o GP do Bahrain.

Vettel terminou dentro de um décimo de segundo de Lewis Hamilton durante o Q2, mas a dupla da Mercedes conseguiu uma grande vantagem no Q3, com Valtteri Bottas conquistando sua primeira pole-position na Fórmula 1.

O alemão da Ferrari, enquanto isto, ficou na terceira posição, terminando 0.478s atrás de Bottas, e admitiu que ele não esperava enfrentar tamanho déficit.

“De modo geral, eu estava muito feliz com como o treino classificatório foi, como estava o carro”, disse ele. “Tivemos alguns problemas ontem, não houve nada de errado, mas mexemos no equilíbrio para hoje na direção certa, e estávamos felizes com como as coisas caminhavam”.

“No Q2 eu pensei ‘vai ser apertado’, eu estava feliz indo para o Q3, feliz com a minha primeira volta, cruzei a linha e olhei (para o telão) e vi os dois à frente”.

“Quando eu fiz o tempo, fiquei obviamente um pouco triste para ser honesto, quatro décimos foi muito mais do que eu esperava, também dado a como a volta me pareceu”.

Vettel diz que o déficit o forçou a adotar uma abordagem agressiva para a segunda volta, porém provou ser infrutífera, já que ele não conseguiu melhorar.

“Na volta seguinte tentei um pouco mais duro em todos os lugares, mas igualmente eu não tinha nada a perder e estava seguro também em relação aos carros atrás”, disse.

“Eu tentei mais duro e não deu certo, fui um pouco mais lento, obviamente se eu fosse um décimo mais rápido não seria o suficiente, então tentei um pouco mais, mas espero que possamos fazer mais amanhã”.