Vettel profere palavrões após nova proposta de classificação

O alemão Sebastian Vettel detonou o formato proposto de classificação agregada como “ideia de m***a” para a Fórmula 1.

Bernie Ecclestone e o presidente da FIA, Jean Todt, recusaram voltar ao formato de 2015 de classificação, apresentaram o novo sistema de tempos agregados às equipes de F1 no domingo.

Sob o sistema agregado, as posições no grid dos pilotos seriam baseadas em suas duas melhores voltas em cada sessão de classificação.

“É hora de ir para o circo”, disse Vettel à ‘Sky’ quando perguntado sobre o novo sistema proposto.

“É uma boa ideia se você quer que coisas aleatórias aconteçam, mas a F1 deve ser sobre correr. É uma ideia de m***a”, declarou ele.

Se o sistema for aprovado, não será a primeira vez que a F1 teve um formato de classificação agregado. Em 2005, o grid foi decidido pela soma dos tempos de duas voltas, uma no sábado e outra no domingo.

O sistema foi abandonado depois de seis corridas, no entanto.

Daniel Ricciardo, da Red Bull, também acha que o sistema agregado seria errado para a F1.

“A classificação é uma volta, aquela volta perfeita”, disse o australiano. “Para ter uma classificação agregada começa a soar mais como corridas de resistência ou algo assim. Eu não estaria muito interessado nisso”.