Vettel pede por motores mais baratos na Fórmula 1

Sebastian Vettel “pediu” à Fórmula 1 para reduzir o custo das unidades de potência e adotar motores ‘normalmente aspirados’ em um esforço para melhorar a categoria, apesar de sua equipe Ferrari ter vetado tal manobra no ano passado.

Como um dos pilotos que assinaram uma carta da GPDA antes do GP do Bahrain, Vettel também expressou seu descontentamento pelas regras atuais da F1.

Perguntado sobre que regras ele gostaria de ver alteradas, Vettel acredita que as atuais unidades de potência, introduzidas em 2014, se tornaram demasiado caras e que seria “benéfico” reverter para os motores normalmente aspirados, mais baratos, para ajudar as equipes menores.

No entanto, a opinião de Vettel não é a mesma de sua equipe Ferrari, que vetou uma proposta que faria os custos caírem. No entanto, o alemão diz que não pode ser responsável pelos pontos de vista de sua equipe.

“Eu mantenho o que disse, que essas unidades de potência são muito caras. Elas já custam muito e vão continuar a custar muito dinheiro. Acho que tudo o que estamos tentando fazer com adaptações e mudanças de regras não altera o problema principal”.

“Grande parte dos problemas que enfrentamos agora se deve ao fato de que tomamos o caminho errado. É fácil levantar a mão e admitir isso, mas ainda estamos presos com o que temos”.

Mesmo assim, Vettel diz que é uma opinião que deve ser ouvida, mas não necessariamente posta em prática, enfatizando que os pilotos não devem fazer as regras.