Vettel: “A Ferrari tinha ritmo para ir para o pódio”

Sebastian Vettel lamentou o acontecido depois de ter perdido por pouco um pódio para Daniel Ricciardo no GP da Hungria.

Vettel largou em quinto, mas logo subiu para quarto, entre os pilotos da Red Bull, ao superar Max Verstappen na primeira rodada de pit-stops.

O alemão da Ferrari parecia estar andando sozinho até a chegada, mas começou a se aproximar de Ricciardo, que fez uma segunda parada mais cedo, nas últimas voltas.

Apesar dos seus esforços, Vettel não conseguiu fazer a manobra, mas diz que a Ferrari “era muito mais rápida” do que a Red Bull naquele momento.

“Nós éramos muito mais rápidos, mas isto é a Hungria, onde você não precisa ser só mais rápido”, comentou Vettel, quando questionado sobre sua batalha com Ricciardo depois da corrida.

“Eu acho que provavelmente tínhamos entre meio segundo e um segundo no final, já que ele estava começando a escorregar e cometer pequenos erros, mas isto não foi o suficiente para passar”.

“Nós tínhamos um jogo mais novo (de pneus). Ele fez uma parada mais cedo para seu último jogo. Nós sabíamos que poderíamos dar a volta por cima no final, e, como eu disse, éramos mais rápidos”.

“Nós tínhamos o ritmo para ir para o pódio, mas está claro que quando você está à frente pode ser um pouco mais agressivo, o que a Red Bull foi, e não houve jeito de passar”.

Vettel também minimizou sua irritação com os retardatários.

“No calor do momento você solta essas coisas porque você está com aquela sensação que você perde mais tempo do que os outros”, disse, quando questionado sobre os incidentes com bandeiras azuis.

“Eu acho que é muito difícil, na verdade, estar no lugar deles”.

“Você precisa também respeitar o fato de que eles também estão correndo, e eu acho que eles estão tentando fazer o seu melhor, mas obviamente a natureza deste circuito não ajuda”.

A Red Bull está agora a um ponto da segunda colocada Ferrari.