Verstappen vence, mas Hamilton conquista o tetracampeonato no GP do México

Britânico teve um pneus furado no início, mesmo assim conseguiu o que precisava para ser campeão.

Lewis Hamilton entrou para o hall dos tetracampeões mundiais de Fórmula 1, após chegar e nono no GP do México. O britânico que teve um pneu furado, após um toque com Sebastian Vettel no início da prova, chegou na nona colocação, exatamente o resultado mínimo que precisava para vencer. Vettel, que também caiu de posição no incidente, chegou apenas na quarta colocação.

A vitória da prova ficou com Max Verstappen, que superou Vettel ainda na primeira curva e fez uma corrida muito boa. Valtteri Bottas e Kimi Raikkonen completaram o pódio.

Confira como foi a prova.

Na largada, Verstappen partiu para cima de Vettel, que fechou as portas. O holandês insistiu e conseguiu superar o alemão, com isso, Hamilton tentou passar por Vettel e os dois se tocaram. O pneu de Hamilton furou e Vettel teve uma asa quebrada. Os dois foram para os boxes na primeira volta.

Ambos colocaram pneus macios, para tentar fazer uma estratégia de não precisarem parar mais.

Com isso, a liderança ficou com Verstappen, com Bottas em segundo, Ocon em terceiro, Hulkenberg em quarto, Perez em quinto e Felipe Massa na sexta colocação.

Felipe Massa foi para os boxes na volta quatro e voltou justamente à frente de Vettel. Duas voltas depois, foi a vez de Ricciardo parar, porém o australiano foi para os boxes para abandonar a prova.

Verstappen já tinha uma vantagem de mais de quatro segundos sobre Bottas, que tinha uma vantagem de nove segundos para Ocon.

Vettel, em 16o, brigava diretamente com Massa. O alemão teve trabalho, mas conseguiu realizar a ultrapassagem sobre o brasileiro, na volta 13. Massa espalhou além do normal e colocou Vettel para fora da pista, mesmo assim, o piloto da Ferrari completou a ultrapassagem.

Na volta 19, todos os mexicanos presentes no autódromo, fizeram uma homenagem as vítimas do terremoto que aconteceu no país, no último dia 19. Os torcedores levantaram os braços direitos, com punhos cerrados, em sinal de respeito aos vitimados.

Na volta 22, Hamilton tomou bandeira azul, pois Verstappen já estava dando volta em cima do britânico. Hamilton estava em 19o ainda e a algumas voltas atrás de Sainz, sem conseguir passar. Enquanto Vettel, já estava em 11o. Vettel precisaria de qualquer forma chega ao menos em segundo, para evitar que Hamilton conquistasse o título nesta prova.

Na volta 26, Hulkenberg abandonava com problemas no carro. Duas voltas depois, Hamilton finalmente tinha conseguido superar o Sainz, que na sequência já tinha também passado por Wehrlein, assumindo a 16a colocação.

Na 32a volta da corrida, Brendon Hartley abandonou a corrida com problemas do motor, com isso o Safety Car Virtual foi acionado. Grande parte dos pilotos se aproveitaram da situação e fizeram a parada. Entre eles, Hamilton e Vettel.

Após a parada, ambos colocaram pneus ultramacios. Porém Vettel ocupava a sétima colocação e Hamilton era apenas o 14o.

O ritmo de corrida de Hamilton não era bom. O britânico precisou de quatro voltas para conseguir ultrapassar Pierre Gasly, assumindo ainda a 13a colocação. Enquanto Vettel se mantinha em sétimo, tentando descontar a desvantagem de Sérgio Perez.

Hamilton foi informado pelo rádio que pelo ritmo que ele tinha a previsão era que ele terminasse a prova em oitavo, se confirmasse essa previsão, o britânico conquista o tetracampeonato. Enquanto isso, Vettel subia para a sexta colocação, após superar o piloto da casa, Sérgio Perez.

Após a volta 54, Verstappen continuava tranquilo na ponta, com Bottas em segundo, a 17 segundos atrás do holandês. Raikkonen vinha em terceiro, com Ocon em quarto.

Vettel assumiu a quinta colocação, após superar Lance Stroll. Enquanto Hamilton estava em 11o, se aproximando de Felipe Massa. O britânico só precisava da nona colocação para conquistar o título.

Na volta 57, Hamilton realizou a ultrapassagem em cima de Massa, entrando na zona de pontos. Já nas últimas voltas, Hamilton chegou atrás de Alonso e o espanhol vendeu caro a nona posição para o britânico.

Verstappen conquistou a vitória com Bottas e Raikkonen no pódio. Vettel ficou em quarto e Hamilton em nono, conquistando o título.

A próxima corrida será o GP Brasil de F1, que acontece daqui a duas semanas. A F1Mania estará ‘in loco’ em Interlagos para levar a você todas as informações.

Confira o resultado do GP do México:

1) Max Verstappen (HOL/Red Bull-TAG Heuer)
2) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
3) Kimi Räikkönen (FIN/Ferrari)
4) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
5) Esteban Ocon (FRA/Force India-Mercedes)
6) Lance Stroll (CAN/Williams-Mercedes)
7) Sergio Pérez (MEX/Force India-Mercedes)
8) Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari)
9) Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
10) Fernando Alonso (ESP/McLaren-Honda)
11) Felipe Massa (BRA/Williams-Mercedes)
12) Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren-Honda)
13) Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso-Renault)
14) Pascal Wehrlein (ALE/Sauber-Ferrari)
15) Romain Grosjean (FRA/Haas-Ferrari)
OUT) Carlos Sainz (ESP/Renault)
OUT) Marcus Ericsson (SUE/Sauber-Ferrari)
OUT) Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso-Renault)
OUT) Nico Hülkenberg (ALE/Renault)
OUT) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull-TAG Heuer)