Verstappen não vai se desculpar com comissário da F1

Max Verstappen afirmou que não vai se desculpar por ter chamado um “comissário” da F1 de “idiota” após o Grande Prêmio dos EUA.

Pouco antes de entrar no pódio em Austin, o holandês recebeu a notificação que sua ultrapassagem sobre Kimi Raikkonen iria lhe custar o terceiro lugar.

Verstappen, seu pai Jos e a Red Bull ficaram furiosos!

O piloto de 20 anos já havia chamado um dos comissários – nomeado pela mídia holandesa como sendo o australiano Garry Connelly – de “mongol”, gerando críticas de grupos de Síndrome de Down.

“Foi dito no calor do momento e, claro, não queria ofender ninguém”, disse Verstappen para a ‘Ziggo Sport Totaal’ na segunda-feira, quando informado sobre a reação ao seu comentário “mongol”.

“Eu realmente estava muito irritado”, ele disse ao ‘Telegraaf’.

“Eu tive uma super corrida e agora acontece isso. Mas eu chamei o comissário de idiota e não vou desculpar-me”.

A FIA está investigando o insulto que pode render uma punição para Verstappen nesse final de semana no Grande Prêmio do México.