Vandoorne: “Com nossa velocidade em reta, não podemos competir com os outros”

Stoffel Vandoorne (McLaren) – não completou
“Foi uma corrida curta para mim, mas empolgante no começo. Fernando e eu fizemos boas largadas e estávamos no meio da disputa nas primeiras voltas, mas as posições não eram boas após os pit-stops e ficou um pouco mais complicado depois daquilo, mas nosso ritmo foi bastante promissor. Quando colocamos os slicks, fomos competitivos e pude forçar. O carro parece muito bom nas curvas – me senti confiante e estava reduzindo a diferença em relação aos pilotos à frente – mas assim que começou a secar, notamos a diferença de velocidade e isso tornou as ultrapassagens bem difíceis. Com nossa velocidade em reta, não podemos realmente competir com os outros e não é fácil recuperar terreno. Na volta 17, perdemos potência – não sei exatamente a razão – mas creio que foi um problema de combustível. Foi uma pena não terminarmos hoje – havia potencial e o carro estava competitivo nas curvas comparado aos outros. Senti a perda de potência imediatamente. Não é ideal, obviamente eu gostaria de ter ido até o final. Não completei muitas voltas na China, mas é a situação em que estamos no momento. Sabíamos antes de vir para cá e espero que o próximo fim de semana no Bahrain seja melhor. Há pontos positivos que podemos destacar: o chassi está progredindo, e Fernando e eu nos sentimos confiantes para forçar. Espero que as coisas melhorem logo – é difícil estabelecer um prazo para isso, então teremos de esperar para ver. O Bahrain é um circuito bem diferente de Xangai, e faremos o nosso melhor como sempre.”