Toto Wolff: “Wehrlein será nossa referência na Manor”

Pascal Wehrlein voltou à disputa por uma vaga de titular na Manor quando a equipe começou a levar a sério seus planos para 2016. Esta é a afirmação de Toto Wolff, chefe da Mercedes, que anteriormente havia sugerido que candidatos como Will Stevens e Alexander Rossi tinham mais chances de assegurar a vaga graças aos seus pacotes de patrocínio superiores.

Entretanto, Wolff disse à revista alemã ‘Auto Motor und Sport’ que não culpa as equipes pequenas como a Manor pela tentativa de maximizar o dinheiro que podem extrair de seus pilotos. “Você precisa respeitar que as equipes querem o melhor acordo financeiro possível”, declarou.

Portanto, Wolff explicou que Wehrlein não teve seu lugar garantido só porque a Mercedes está fornecendo motores à Manor neste ano. “O motor foi completamente separado da questão do piloto. Então, não exercemos nenhuma pressão nesse aspecto”.

De acordo com Wolff, Wehrlein voltou a ter boas chances de ser titular em 2016 quando Dave Ryan, ex-diretor esportivo da McLaren, foi contratado. “Quando Dave Ryan foi para a Manor, ficou claro que eles queriam uma referência no que diz respeito aos pilotos. Saber o que o carro pode fazer”.

“As pessoas experientes da equipe sabiam que o melhor desenvolvimento do mundo não traz nada se você não tiver ninguém no carro para acelerar. Portanto, nós conversamos antes do Natal para discutir as condições básicas”.