Toto Wolff é contra a restrição do uso do rádio imposta em 2016

Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes, acredita que os pilotos da Fórmula 1 cometerão mais erros durante as corridas em 2016 devido ao aumento das restrições das comunicações de rádio nesta temporada.

Apesar de Wolff constatar que o regulamento das transmissões de rádio na F1 pode ter se tornado rigoroso demais, ele admite que os pilotos serão menos “remotamente controlados” e mais propensos a cometer erros ou tomar decisões estratégicas equivocadas durante uma prova.

“Por causa do novo regulamento, ficamos bem mais restritos na transmissão de informações aos pilotos durante a corrida”, declarou Wolff. “Estratégia, modo de utilização do motor, escolhas de pneus, até mesmo os pit-stops, muito dependerá das decisões do piloto”.

“As coisas serão menos otimizadas por algoritmos e engenheiros, e darão mais margem para erro. O que me agrada é que o piloto tomará as decisões, e não será remotamente controlado da garagem”.