Toro Rosso fechou contrato de três anos com a Honda

Toro Rosso concordou com um contrato de três anos com a Honda para o fornecimento dos motores de Fórmula 1 da fabricante japonesa, à partir da temporada de 2018.

No início deste ano, a Red Bull e Honda iniciaram as negociações sobre o fornecimento de motores para a Toro Rosso, que usou os motores Renault nesta temporada.

A Honda estava interessada em assumir uma segunda equipe depois que o acordo com a Sauber não se concretizou, mas as discussões com a Toro Rosso cessaram durante as férias de verão europeu.

No entanto, o desejo da McLaren de acabar com sua relação com a Honda trouxe o acordo à tona, com a McLaren pedindo que a Toro Rosso se separasse da Renault para liberar o fornecimento de motores da fabricante francesa.

Após extensas negociações, um acordo foi alcançado por todas as partes, embora a confirmação oficial não seja esperada até o final do Grande Prêmio de Cingapura.

Fontes próximas ao acordo confirmaram que a Toro Rosso concordou com um acordo de três anos à partir de 2018 com a Honda, levando-o até o final do ciclo de regulamentos do motor em 2020.