Stoffel Vandoorne era a primeira opção da Renault

A Renault estava interessada em assinar com Stoffel Vandoorne para esta temporada, mas a McLaren não quis liberá-lo. Quem afirma é o diretor de corridas dos franceses, Frederic Vasseur.

Pastor Maldonado perdeu sua vaga na Renault para 2016: a fabricante, que adquiriu a equipe Lotus, manteve apenas o compromisso firmado com Jolyon Palmer. O lugar acabou nas mãos de Kevin Magnussen, que era reserva da McLaren e não teve seu contrato renovado para 2016. Mas o belga campeão da GP2 também estava na agenda.

“Nós tivemos que esquecer Stoffel, pois ele está sob contrato com a McLaren e sua equipe não queria liberá-lo”, disse Vasseur ao jornal ‘La Derniere Heure’. “Precisávamos de alguém que estivesse disponível. A nossa escolha foi, portanto, centrada em Kevin”.