Sepang aceitaria receber a F1 novamente caso a competitividade aumentasse

O promotor do GP da Malásia diz que consideraria um acordo para que a Fórmula 1 voltasse no futuro, mas a corrida precisa ser melhorada.

A corrida na Malásia será dia 19 de outubro e a última em Sepang, depois que os organizadores chegaram a um acordo com a Liberty Media, para encerrar seu acordo um ano antes.

No ano passado, o governo da Malásia pediu ao promotor da corrida para começar as negociações para terminar o acordo mais cedo, pois o fraco retorno econômico significava que não estava mais preparado para financiar a corrida.

Perguntado se ele receberia a F1 de volta no futuro, o diretor executivo do Circuito Internacional de Sepang, Dato Razlan Razali, disse à ‘Autosport’: “Claro. O circuito está lá”.

“Se estiver tudo certo, vamos retomá-la. Queremos ver quão excitante a F1 é novamente. Os novos proprietários precisam recuperar o controle da F1 e da corrida”.

“Bernie (Ecclestone) perdeu um pouco de controle com a FIA. A mudança drástica de regras para 2014, com os novos motores V6, foi o início da espiral descendente da F1”.

“A corrida tornou-se menos emocionante e isso teve um impacto no interesse, tanto em termos de telespectadores quanto naqueles que chegam à pista”.

“A Liberty precisa trazer a emoção de volta, precisa resolver isso. Vamos ver o que ela traz”.