Sebastian Vettel temeu que o Safety Car arruinasse sua corrida

Sebastian Vettel diz que ele inicialmente temeu que o Safety Car no início do GP do Bahrain teria funcionado contra ele, antes de ele conseguir a vitória.

Vettel moveu para a segunda posição na largada, ultrapassando Lewis Hamilton na Curva 1, e tornando-se o primeiro entre os líderes a parar nos boxes, calçando os pneus supermacios, tendo perseguido Valtteri Bottas.

O alemão da Ferrari conseguiu diminuir um pouco da sua desvantagem antes do Safety Car ser acionado quando Carlos Sainz Jr. e Lance Stroll baterem na Curva 1 algumas voltas depois.

O restante do grupo dos líderes decidiu parar nos boxes sob o período de Safety Car, mas reemergiram das suas paradas atrás de Vettel, que assumiu o controle da corrida.

A partir daí, Vettel dominou os procedimentos, parando mais uma vez para trocar os supermacios pelos macios, eventualmente terminando a corrida quase sete segundos à frente de Hamilton.

“Eu realmente tentei pressionar Valtteri, ele não cometeu nenhum erro, era difícil nas retas me aproximar dele”, disse Vettel. “Então buscamos um atalho, parar mais cedo, o Safety Car veio e eu inicialmente pensei ‘de novo não!’”.

“Mas eu acho que foi sorte, porque os outros estavam próximos do pit-lane, então eles não tiraram muita vantagem, não sei, foi um pouco surpreendentemente para mim quando eu saí na frente deles”.

“Eu pensei que com o Safety Car, eu teria perdido uma vantagem; depois disso foi bom, o carro estava incrível de pilotar”.

O vencedor do GP do Bahrain também insistiu que ele abordou a corrida com um pensamento positivo, certo de que a Ferrari tinha um ritmo de corrida forte, apesar de uma desvantagem maior do que a esperada em uma única volta.

“O carro estava ótimo, foi bom ontem e eu fiquei um pouco chateado com a diferença ser tão grande”, disse ele.

“Mas algo dentro de mim me disse que tínhamos um bom carro e podíamos ir bem, então desde a primeira volta, eu senti que era possível”.

“A caça aos Ovos de Páscoa começou, eles (Mercedes) estavam escondendo alguns ovos, mas parece que os achamos hoje! Estou realmente muito, muito feliz”.