Safety Car atrapalhou estratégia de Felipe Nasr

Felipe Nasr (Sauber) – 15º lugar

“Como larguei com pneus médios, fui o único carro do grid a adotar uma estratégia agressiva. Tudo parecia bom na primeira volta, pois consegui ganhar posições e alguns competidores haviam largado com pneus macios. Acho que tive azar com o momento do safety car, que agrupou o pelotão. Isso não ajudou minha estratégia, mas as corridas são assim às vezes. Além disso, minha asa dianteira estava danificada, o que comprometeu meus tempos de volta. Agora, é hora de pensar na próxima etapa no Brasil. É sempre uma ótima sensação voltar para casa e correr em Interlagos.”