Rosberg termina em 2º e tem primeiro “match point” no México

Nico Rosberg descreveu a corrida como sendo uma questão de “limitação de danos” no GP dos EUA depois de cair para a terceira posição na primeira volta.

Rosberg, que alinhou ao lado do seu companheiro de equipe Lewis Hamilton na primeira fila, foi superado por Daniel Ricciardo, da Red Bull, na Curva 1.

O piloto alemão decidiu entrar numa estratégia diferente e assegurou a segunda posição quando o Safety Car Virtual foi acionado por conta de uma parada de Max Verstappen.

“Eu perdi um pouco na largada, infelizmente”, comentou Rosberg, cuja vantagem na luta pelo título sobre Hamilton foi cortada de 33 para 26 pontos.

“Eu dei tudo para conseguir voltar (e conquistar a vitória). A segunda posição é boa, foi uma questão de limitar os danos hoje… claro que eu queria vencer aqui, mas não era para ser, então talvez da próxima vez”.

Rosberg também negou que ele estava pegando leve pensando somente na luta pelo título.

“Não, definitivamente não, eu estava querendo a vitória, pisando fundo até o fim”, adicionou.

O alemão da Mercedes terá sua primeira chance de assegurar o seu primeiro título na Fórmula 1 no GP do México, que será realizado no próximo fim de semana; se ele vencer a corrida, Hamilton precisará terminar, pelo menos, em nono.

Rosberg tem 9 contra 7 vitórias de Hamilton em 2016.