Rosberg pede desculpa por toque em Hamilton na largada

Nico Rosberg pediu desculpas por ter “empurrado” a Mercedes de seu companheiro de equipe Lewis Hamilton na largada do GP da Austrália, com as Ferrari aproveitando para assumir a ponta. Sebastian Vettel passou a dupla de cara, enquanto Kimi Raikkonen se beneficiou do fato do alemão ter alargado sua trajetória na Curva 1 e deixado o inglês sem espaço.

Chegou a haver toque entre ambos, mas a asa dianteira de Hamilton e a roda esquerda traseira de Rosberg não tiveram danos. “Eu só percebi (o que aconteceu) quando Lewis mencionou”, disse Rosberg. “Eu tenho que analisar. Se eu o empurrei, então eu peço desculpas, não era minha intenção. Eu estava cuidando de mim mesmo”.

Hamilton admitiu que Rosberg não conseguiu evitar o fato. “Foi bastante cansativo, mas eu não tive qualquer dano, embora tenha perdido muito terreno. Eu estava do lado de fora do Nico, mas ele alargou a trajetória, então eu fui para a grama”, explicou.

“Depois eu tive que lutar no meu caminho de volta, foi um trabalho duro, mas eu gostei. Foi muito emocionante. É ótimo quando você sai na frente na liderança, mas nem sempre isso acontece”, completou o inglês.

Embora a Mercedes tenha recuperado a sua dobradinha, ambos os seus pilotos estão esperando que a Ferrari continue sendo uma séria ameaça nesta temporada. “É cedo, mas este é o começo perfeito”, afirmou Rosberg. “Temos que manter um olho sobre os caras de vermelho, eles estão muito próximos e temos que dar tudo para ficar à frente”.

Hamilton acrescentou: “As Ferrari estão lá e na batalha, por isso espero algumas corridas emocionantes pela frente”.