Rosberg lamenta déficit no primeiro setor, mas mantém esperanças

Nico Rosberg ficou lamentando seu déficit no primeiro setor em relação ao Lewis Hamilton no Circuito das Américas ao não conseguir conquistar a pole-position.

Rosberg, tentando sua terceira pole consecutiva no GP dos EUA, ficou a 0.216s do seu companheiro de Mercedes e rival na disputa pelo campeonato.

O alemão ficou a quase três décimos de segundo no Setor 1, mas conseguiu parciais fortes nos Setores 2 e 3.

“Foi apenas o Setor 1; Eu preferi Setores 2 e 3 hoje!”, disse Rosberg. “Lewis foi apenas o mais rápido no Setor 1, então foi simples”.

“Foi uma boa volta que eu fiz no final, mas claro que eu estava chateado quando o Lewis cruzou a linha de chegada e pude ver pela TV que ele me superou, mas é assim que as coisas acontecem às vezes”.

Rosberg, no entanto, continua otimista sobre suas chances de vitória.

“Como vimos este ano, o treino classificatório não é o mais importante, então ainda tenho uma grande chance”, disse Rosberg, que lidera Hamilton por 33 pontos antes da corrida deste domingo.

Rosberg terminou em segundo, atrás de Hamilton, nos Estados Unidos em 2014 e 2015.