Rosberg foi investigado e mantém a pole-position

O piloto da Mercedes, Nico Rosberg, manteve sua pole-position no GP da Hungria depois de os comissários determinarem que nenhuma ação era necessária sobre uma possível falha em reduzir a velocidade para as bandeiras amarelas.

Rosberg foi acusado de não ter reduzido suficientemente para as bandeiras amarelas, que estavam sendo mostradas na Curva 8, depois de Fernando Alonso, da McLaren, ter se recuperado de uma rodada na Curva 9.

O alemão conquistou a pole-position por conta desta volta, superando seu companheiro de equipe Lewis Hamilton.

Horas depois do treino classificatório ter terminado foi confirmado que os comissários estariam investigando o incidente, com Rosberg e um representante da equipe sendo chamados para explicar o que aconteceu.

Eventualmente, os comissários liberaram Rosberg de qualquer culpa.

“A telemetria demonstrou que o piloto reduziu a velocidade significantemente na Curva 8”, lê-se no comunicado.