Rosberg ainda vê Hamilton como uma ameaça

Nico Rosberg diz que não pode se dar ao luxo de ser complacente após sua terceira vitória consecutiva na temporada, dizendo que Lewis Hamilton continua sendo uma grande ameaça, apesar de sua série de maus resultados.

O alemão teve mais uma vitória tranquila no GP da China, em um forte contraste com Hamilton, que, após uma troca de motor durante a noite, se envolveu em um confronto na primeira curva pela terceira corrida consecutiva. Ele finalmente terminou em sétimo com um carro danificado após cinco pitstops.

Com isso Rosberg estabeleceu uma vantagem de 36 pontos sobre o britânico na classificação geral – a sua maior margem sobre Hamilton – enquanto a história mostra que os nove pilotos anteriores que venceram as três corridas de abertura da temporada, conquistaram o título.

No entanto, quando isso foi informado à Rosberg, ele simplesmente respondeu: “Eles não tinham Lewis Hamilton como companheiro de equipe”.

Na verdade, Rosberg admite estar cauteloso com Hamilton, apesar de seus fracassos, e não está vendo a sua diferença de pontos como qualquer tipo de vantagem.

“É um fato de que vai ser uma grande batalha contra ele, como sempre”, disse Rosberg. “Ele está no topo de seu jogo como sempre, totalmente concentrado, motivado e tudo. Estou focado na minha parte e fazendo o trabalho com o melhor da minha capacidade e isso está funcionando bem para mim”.