Romain Grosjean, Haas: “Muito bom passarmos para o Q2”

Romain Grosjean (Haas) – GP dos Estados Unidos – Grid: P14

“Foi um fim de semana difícil até a classificação. Eu não tinha usado nenhum ultra macio antes da classificação. Ontem quebramos uma peça numa volta rápida, e hoje rodei no TL3 antes que eu pudesse experimentá-los. O incidente com Lance Stroll (bloqueando desnecessariamente outro piloto) foi inesperado e muito próximo. Eu tive sorte de não rodar na grama, o que teria sido um desastre. Teria sido o fim da classificação. Passamos ao Q2, o que foi bom, pois foi o máximo que conseguimos do carro. Nós forçamos muito forte e fechamos a diferença de sete décimos para dois décimos para os caras na frente, mas ainda não estamos realmente apresentando um bom desempenho neste fim de semana. Eu acho que está mais relacionado aos pneus, e é aí que temos um forte desempenho. Precisamos abordar isso. Felizmente, podemos dar aos fãs algo especial para amanhã.”

Kevin Magnussen (Haas) – GP dos Estados Unidos – Grid: P20
“Algo não estava certo. Quero dizer, não fizemos o certo todo o fim de semana, mas de repente eu não tinha nenhuma aderência e não tenho ideia do por que. Eu não tenho nenhuma resposta por que eu era o carro mais lento na pista. É muito decepcionante. Parecia que os pneus não eram nem novos. Parecia um conjunto usado – era novo, mas o sentimento era muito ruim. E então, é claro, atrapalhei o caminho de Sergio (Perez). Ele estava em uma volta e eu não o deixei passar, então eu posso entender se ele está muito bravo com isso, mas só posso dizer que foi um erro.”