Romain Grosjean acredita ter chances na Ferrari

Romain Grosjean insiste que está feliz em passar um segundo ano com a equipe Haas se isso o mantém na disputa por um possível lugar na Ferrari no futuro.

Apesar de todos os seus primeiros problemas como um piloto de Fórmula 1, o francês conquistou uma reputação sólida na categoria, o colocando no meio de qualquer conversa relativa a uma unidade com a Ferrari.

No entanto, quando a Scuderia decidiu assinar novamente com Kimi Raikkonen como companheiro de equipe de Sebastian Vettel para 2017, Grosjean – que diz que só descobriu sobre o acordo pela imprensa – sabia que teria que esperar pelo menos mais um ano para a oportunidade.

Apesar disso, o francês mantém que ficará feliz em passar mais um ano na sala de espera na Haas, que depende fortemente da Ferrari depois de fazer sua estreia na F1 este ano.

Grosjean foi uma surpresa no início da temporada quando conseguiu o sexto e quinto lugares nas rodadas de abertura na Austrália e Bahrain, mas o ano do francês teve altos e baixos desde então – com outros pontos na Rússia e Áustria intercalados com classificações humildes e dois abandonos – mas ele diz que mais um ano com a equipe americana não seria um obstáculo à sua ambição a longo prazo de representar a Ferrari.

“Tenho certeza que há uma razão por trás da decisão (de manter Raikkonen)”, disse Grosjean. “Com as novas regras, virão grandes mudanças, e ela quer manter os mesmos pilotos. Por outro lado, estou muito feliz aqui. Estamos fazendo um grande trabalho e realmente quero colocar a Haas no pódio em algum momento. Há algum trabalho a fazer para conseguir isso, mas quem sabe? Tudo é possível”.