Rivais elogiam iniciativa da Haas

A Haas tem sido prestigiada como o impulso que a F1 necessitava,  até mesmo por suas rivais, após o seu início impressionante na sua temporada de estreia.

A equipe americana marcou 18 pontos na Austrália e no Bahrain, classificando em 6º e 5º lugares, com o francês Romain Grosjean.

Seu desempenho preocupou alguns, mas também atraiu comentários de admiração, até mesmo de suas rivais mais próximas.

A Toro Rosso começou a temporada com esperanças de lutar com a Red Bull, mas agora encontra a Haas firme entre suas rivais em um pelotão intermediário.

“Depois do primeiro teste, prevíamos que estaria na posição onde está agora, mas depois do segundo, achei que não seria uma grande ameaça”, disse Carlos Sainz.

“Depois da Austrália, eu não diria que foram particularmente impressionantes, e especialmente na corrida acho que éramos muito mais fortes. Mas no Bahrain, com a vantagem da unidade de potência, foram impressionantes, e os felicito”.

A Force India também esperava estar confortavelmente à frente da Haas, pela maneira como terminou 2015.

Mas a equipe, até agora, teve dificuldades, principalmente no Bahrain com Nico Hulkenberg e Sergio Perez terminando a corrida uma volta atrás, em 15º e 16º, depois de incidentes.

Avaliando a Haas, até agora, o vice-chefe da Force India, Bob Fernley disse: “Eles fizeram um ótimo trabalho”.

“Você não os pode culpar pelo que fizeram, e o carro é, obviamente, competitivo, então não acho que haja qualquer problema com isso, mas precisamos lutar com eles”.