Rio de Janeiro e mais três cidades devem receber evento da Fórmula 1 em 2018

A Fórmula 1 realizará eventos de demonstração em quatro grandes cidades no Brasil, França, Estados Unidos e China no próximo ano, como parte dos planos da Liberty Media para trazer o esporte mais próximo aos fãs.

A Liberty Media adquiriu a Fórmula 1 em janeiro e tem trabalhado desde então para aumentar o alcance do campeonato, acreditando que seu potencial não foi totalmente explorado pelos proprietários anteriores.

Antes do GP da Grã-Bretanha deste ano, um evento foi realizado em Londres, com a maioria das equipes da Fórmula 1 e 19 dos 20 pilotos presentes.

A ‘F1 Love London’ contou com uma série de entrevistas, música ao vivo e várias demonstrações no centro de Londres, na quarta-feira antes do GP da Grã-Bretanha.

A Liberty Media indicou que pretende realizar eventos similares em 2018, e aprimorar o formato, para melhorar o espetáculo e a experiência para os fãs que comparecerem.

Em setembro, alterações no regulamento retiraram a restrição de uso dos carros atuais em eventos de demonstração organizados pela detentora dos direitos comerciais da Fórmula 1.

Isto aconteceu depois de as equipes serem forçadas a usarem carros de mais de dois anos atrás em Londres, com algumas usando carros históricos, enquanto a Haas, que se juntou à F1 em 2016, não pode andar, já que não tinha um carro para demonstração.

Segundo o site holandês ‘GPUpdate.net’ informa, quatro eventos similares estão planejados para 2018, como parte de um ambicioso plano de expansão do esporte.

As cidades do Rio de Janeiro (Brasil), Marselha (França), Miami (Estados Unidos) e Xangai (China) devem receber os eventos.

Nenhuma data ou locais específicos dentro das respectivas cidades foi já confirmado, com os planos ainda em desenvolvimento, porém o evento de Marselha deve acontecer no aquecimento para o GP da França.

A cidade de Marselha é a grande cidade mais próxima ao circuito de Paul Ricard, localizada a 40 km a oeste do circuito, que receberá o GP da França em junho, depois de uma década fora do calendário.

Enquanto Xangai é a cidade que recebe o GP da China, tanto Rio de Janeiro quanto Miami estão a distâncias substanciais dos locais do GP do Brasil (São Paulo) e GP dos Estados Unidos (Austin).