Renault pode ter “versão B” durante a temporada 2016

A Renault não está descartando o lançamento de um ‘carro novo’ ainda neste ano, admitiu Frederic Vasseur, chefe da equipe.

“A recuperação do projeto da Lotus foi feita tarde, e em nossa primeira reunião em Enstone, estabelecemos como primeiro objetivo estar presente no primeiro teste”, admitiu Vasseur em uma entrevista ao ‘L’Equipe’ da França.

“Tivemos de adaptar o chassi para um motor Renault, o que não significou refazer tudo do zero, mas quase” disse Frederic.

Isso significa que, pelo menos por enquanto, a Renault está tentando resolver os problemas do carro de 2016 a fim de que ele ande respeitavelmente.

“Não temos uma meta a curto prazo”, revelou Vasseur. “Não vamos dizer que queremos terminar em sétimo ou oitavo este ano. Porém, também não quero que sigamos o caminho fácil dizendo ‘estamos em um ano de transição, passamos o ano pintando o escritório e veremos vocês em 2017’. Isso não seria bom psicologicamente”.

“Enstone é uma equipe de corrida e precisamos manter aquele espírito de sempre tirar o último centésimo. Vamos introduzir um carro mais bem sucedido durante a temporada? Primeiro vamos ver como nos comportaremos em Melbourne, e depois ter uma ideia mais clara a respeito do regulamento para 2017. Mas mesmo se mudarmos o foco para 2017, quero manter um compromisso total com 2016”.

Entretanto, ele disse que é tranquilizador saber que a Renault tem o apoio total de seus proprietários, que estão dispostos a aguardar o tempo necessário para ter sucesso.

“A vantagem de ter um projeto a médio prazo, que é bastante raro na Fórmula 1, é enorme. Carlos Ghosn nos estabeleceu metas para três e cinco anos, o que é um luxo”, afirmou Vasseur.