Renault pode continuar fornecendo motores à Red Bull depois de 2016

A Renault está aberta à continuação da sua relação com a Red Bull para além da temporada de 2016, de acordo com o diretor Cyril Abiteboul.

Na última temporada, a Red Bull teve uma parceria turbulenta com sua fornecedora de motores, optando por encerrar com o contrato entre elas um ano mais cedo.

Sua procura por outra fabricante de motores se tornou um beco sem saída, forçando um retorno para a Renault – sob o nome TAG Heuer – para o último ano do acordo existente.

Apesar desses problemas, Abiteboul não descartou a possibilidade de um novo contrato entre a Red Bull e a Renault ser assinado.

“Nós anunciamos um contrato de um ano, mas pode ir mais longe”, disse Abiteboul. “Nós sempre dissemos que iríamos continuar a fornecer para a Red Bull, ou qualquer outra equipe, se for do nosso interesse estratégico”.

“É do nosso interesse este ano, e se isso continuar no próximo ano, por que não? Se temos boa tecnologia, tenho certeza de que as equipes estarão interessadas no que temos para oferecer, assim como quando tivemos o V8, que foi extremamente bem sucedido”.

A relação Renault x Red Bull deve continuar a mesma

Abiteboul também prometeu que a Red Bull receberá apoio total e a especificação mais recente do motor, quando disponível.

“Se receber apoio total significa obter o mesmo motor e a mesma atualização, então sim, isso vai acontecer”, acrescentou. “A Red Bull terá exatamente o mesmo. Temos a obrigação pelos regulamentos para fornecer exatamente o mesmo equipamento”.