Renault diz que F1 deve tratar fabricantes como “jogadores principais”

A Renault acredita que os fabricantes envolvidos na Fórmula 1 devem ser considerados os “jogadores principais” do campeonato deixando claro que sem eles o “show” não aconteceria.

O presidente da Renault Sport Racing, Jerome Stoll, acredita nessa “nova era” sob propriedade da Liberty Media, e que a empresa francesa está empenhada em se tomar os papéis principais no futuro.

“Tivemos algumas conversas (com a Liberty)”, disse Stoll a ‘Autosport’.

“Nós explicamos que devemos trabalhar juntos para aumentar o espetáculo, porque a atratividade diminuiu um pouco.”

“Temos que começar uma nova era com a Liberty, e eles estão realmente dispostos a fazer algo diferente. Eu não sei o que vai acontecer, mas queremos ser considerados como os ‘principais jogadores’ do espetáculo.”

“Sem os fabricantes de carros como Mercedes, Ferrari, Honda e nós mesmos, porque somos os únicos que estamos desenvolvendo motores e investindo dinheiro, não haverá show.”

 

  • Lin Silva D’noronha

    Até concordo com essa visão dá Renault, pois o campeonato é conhecido como Campeonato Mundial de Construtores. Mas para isso na minha opinião cada fabricante deveria cria seus carros e motores ( tipo a Renault usar o motor Renault) nos casos de equipes tradicionais dá F1 a exemplo a Redbull ( que não é fabricante) deveria fazer uma parceria com uma moradora que não tivesse no campeonato ( exemplo a própria Infinit que fabrica os carros para a RBR). Acho que a F1 são dois campeonato disputado ao mesmo tempo, um é para ver o melhor piloto do mundo e a outra face é para ver qual o melhor fabricante de carros de corrida do mundo. Adoro a F1 do jeito que é, espero nunca ver esse espetáculo dos Deuses acabar. Amo F1 e um dia ainda irei ver um GP de pertinho.