Renault diz que F1 deve tratar fabricantes como “jogadores principais”

A Renault acredita que os fabricantes envolvidos na Fórmula 1 devem ser considerados os “jogadores principais” do campeonato deixando claro que sem eles o “show” não aconteceria.

O presidente da Renault Sport Racing, Jerome Stoll, acredita nessa “nova era” sob propriedade da Liberty Media, e que a empresa francesa está empenhada em se tomar os papéis principais no futuro.

“Tivemos algumas conversas (com a Liberty)”, disse Stoll a ‘Autosport’.

“Nós explicamos que devemos trabalhar juntos para aumentar o espetáculo, porque a atratividade diminuiu um pouco.”

“Temos que começar uma nova era com a Liberty, e eles estão realmente dispostos a fazer algo diferente. Eu não sei o que vai acontecer, mas queremos ser considerados como os ‘principais jogadores’ do espetáculo.”

“Sem os fabricantes de carros como Mercedes, Ferrari, Honda e nós mesmos, porque somos os únicos que estamos desenvolvendo motores e investindo dinheiro, não haverá show.”