Renault confusa com variação de performance na Espanha

A Renault está confusa com sua variação de performance  no GP da Espanha, onde seu ritmo de corrida foi melhor do que na classificação pela primeira vez na temporada 2017 da Fórmula 1.

Em Barcelona, Nico Hulkenberg se classificou em 13º e Jolyon Palmer em 17º, mas o alemão combinou uma boa largada – que o deixou em sétimo – e uma estratégia inteligente para chegar em sexto na corrida.

“Foi um fim de semana estranho para nós porque normalmente somos muito bons na classificação e temos domingos mais difíceis”, declarou Cyril Abiteboul, diretor de gerenciamento da Renault, ao site ‘Autosport’.

“Desta vez, foi o oposto”. Quando lhe perguntaram o que influenciou a variação de performance, Abiteboul respondeu: “Eu não sei”.

“Ficamos realmente surpresos, extremamente frustrados e, francamente, um pouco chocados com nossa falta de velocidade na classificação. Não foi tudo o que esperávamos depois do TL2 e TL3, mas o ritmo de corrida foi mais encorajador”.