Renault cobra boa performance de Palmer para mantê-lo em 2018

A Renault diz que está disposta a manter Jolyon Palmer em 2018 se ele conseguir melhorar seu desempenho, até agora decepcionante, na segunda metade desta temporada.

Palmer disputou as 11 corridas de 2017, não conseguiu marcar nenhum ponto e está atras de seu companheiro de Renault, Nico Hulkenberg, que foi seis vezes para o Q3, marcou 26 pontos e é o 10º no campeonato.

O contrato de Palmer termina no final da temporada e a Renault avaloa o retorno de Robert Kubica, que testou com os carros de 2017 na Hungria, levantando questões sobre a real perspectiva de Palmer dentro da equipe.

Cyril Abiteboul, diretor de gerenciamento da equipe, passou algum tempo tranquilizando Palmer em relação ao seu futuro imediato na Renault, após as repetidas especulações da mídia de que ele perderá sua vaga.

Apesar da Renault reconhecer publicamente que está considerando Robert Kubica para uma vaga de titular, Abiteboul afirma que a permanência de Palmer é uma possibilidade se ele melhorar seu nível.

“Francamente, se ele conseguir reverter a situação, como fez no ano passado, estamos completamente abertos a um futuro entre a equipe e Jo por mais uma temporada”, declarou Abiteboul ao site ‘Autosport’.

“A estabilidade seria boa para a equipe. Também foi o que buscamos no ano passado – com a chegada de Nico (Hulkenberg), não queríamos ter de trocar dois pilotos”.

“As coisas podem favorecê-lo (Palmer), mas está nas mãos dele. No momento, ele sabe que tem um contrato de um ano e entende totalmente que a equipe precisa avaliar suas opções para o futuro”.