Red Bull vê ganho de 2 décimos com novo motor Renault

A Red Bull calculou um ganho de 0,2s no desempenho da unidade de potência atualizada da Renault nas ruas de Monte Carlo, mas está esperando um impulso ainda maior para as próximas corridas em Montreal e Baku.

A Renault introduziu sua planejada atualização de motor uma corrida mais cedo, em Mônaco, mas só tinha unidades suficientes para Kevin Magnussen, na equipe de fábrica e Daniel Ricciardo na Red Bull. A melhoria ficou demonstrada por Ricciardo, que conquistou a pole position à frente da Mercedes e estava a caminho da vitória até um pitstop final, que deu totalmente errado.

Mônaco é um dos circuitos menos sensíveis à potência no calendário e Christian Horner está esperando o impacto da atualização ser ainda mais ampliado nas próximas duas corridas nas longas retas de Montreal e Baku.

“Acho que a Renault tem feito um bom trabalho e os ganhos que vieram na unidade de potência neste fim de semana foram cerca de 0,2s”, disse ele. “Isso será demonstrado um pouco mais quando chegarmos a circuitos como Canadá e Azerbaijão, por isso foi um passo positivo e sem isso não teríamos conseguido a pole position”.

A Red Bull assinou um acordo para mais dois anos com a Renault em Mônaco, para a equipe sênior e a Toro Rosso utilizando as unidades de potência francesas até 2018.