Red Bull e Toro Rosso devem ampliar cooperação técnica

James Key, chefe técnico da Toro Rosso, acredita que será possível compartilhar mais tecnologia com a Red Bull quando sua equipe voltar aos motores Renault em 2017.

“Se você tem duas equipes de Fórmula 1, sempre faz sentido ter níveis de sobreposição entre elas”, declarou Key.

“Nós desistimos da Renault porque havia uma incerteza em relação ao que eles fariam, já que não estava claro se iriam comprar a equipe de Enstone. E nós sabíamos que havia alguns problemas afetando um pouco ambas as equipes – porém, muitos deles desapareceram”.

“Quando escolhemos a Renault pela primeira vez, a intenção era ter o mesmo motor (da Red Bull), porque a tecnologia relacionada à unidade de potência poderia ser compartilhada. Eu disse compartilhada, e não vendida de uma equipe para outra. Isso lhe dá a capacidade de encontrar uma solução adequada para ambas as equipes”.

“Nós tivemos os componentes internos da caixa de câmbio, mas talvez seja possível compartilhar o sistema de combustível, sistemas hidráulicos, design do escapamento e parte da eletrônica. Faz muito sentido, definitivamente há economia de custos. Para ser honesto, quase todos esses itens não são diferenciadores de performance”.