Red Bull e McLaren vetaram o retorno do antigo sistema de classificação

O anúncio de que a Fórmula 1 vai manter o novo formato de classificação no Bahrain ocorreu pelo fato de McLaren e Red Bull não terem concordado com a sua revisão. A ideia quase que geral era de manter o sistema eliminatório no Q1 e no Q2 e voltar com o Q3 como era até 2015.

No GP da Austrália, as duas fases iniciais da definição do grid provocaram empolgação até os últimos instantes. Mas a pole position de Lewis Hamilton foi decidida com quatro minutos de antecedência no Q3. Os dirigentes das equipes haviam prometido um retorno imediato para o sistema do ano passado.

No entanto, após reunião da Comissão da F1 na quinta-feira, foi decidido que o novo sistema poderia ser usado novamente no Bahrain. De acordo com o site norte-americano ‘Motorsport.com’, isso aconteceu porque McLaren e Red Bull não quiseram um formato híbrido.

As duas equipes queriam que o novo sistema fosse completamente abolido. Sem a concordância delas, ainda mais com outras equipes querendo a manutenção dos novos Q1 e Q2, não houve o necessário acordo unânime e tudo fica como está para a próxima etapa.