Punição de Raikkonen seria menor se finlandês atingisse Bottas, diz Villeneuve

Jacques Villeneuve acredita que Kimi Raikkonen recebeu uma penalidade mais severa, porque colidiu com Lewis Hamilton ‘em casa’, no GP da Inglaterra.

Raikkonen recebeu uma punição de 10 segundo em Silverstone, depois de tocar em Hamilton em uma rodada no início da prova. Como referência, o colega de equipe do finlandês, Sebastian Vettel, recebeu cinco segundos de punição por colidir com Valtteri Bottas no início do GP francês.

Villeneuve acredita que o ‘castigo’ de Raikkonen ressalta a inconsistência das autoridades na Fórmula 1, e diz que o finlandês teria recebido uma punição menor se batesse em seu compatriota.

“Não entendo por que são 10 segundos e outra é cinco, às vezes não é nada”, disse Villeneuve à ‘Autosport’.

“Isso é o que está errado. É corrida. Eu não gosto quando há penalidades de corrida, deve ser por condução suja, que é uma coisa diferente, ou condução estúpida.

“Eles decidiram por Lewis, estamos no Reino Unido, ele está lutando pelo campeonato, então valeu 10 segundos.

“Se tivesse sido Bottas, teria sido cinco segundos, essa é a questão”, falou Villeneuve.

O campeão mundial de 1997  também destacou o confronto de Raikkonen com Max Verstappen, no GP da Áustria, onde eles fizeram contato na volta de abertura e a Red Bull saiu na frente, mas não recebeu uma punição.

“Às vezes você vê coisas como Verstappen na Áustria, quando ele tocou Kimi. Por que não houve uma punição? Só porque Kimi não saiu? Se Kimi tivesse saído, teria sido uma penalidade?”, acrescentou.

“Isso é o que está errado, é a ação que importa, não o que acontece depois da ação, no final das contas”, respondeu Villeneuve.

Vale lembrar que a FIA revelou estar estudando mudanças nos critérios de punição, após o incidente Vettel-Bottas na França.

>>  Após incidente Vettel-Bottas na França, FIA pode rever critérios de penalidades