Pole, Hamilton acredita que não conquistará o título nos EUA

Lewis Hamilton reconhece que é “muito improvável” que ele assegure seu tetracampeonato no GP dos Estados Unidos, dada a recuperação de Sebastian Vettel. O inglês da Mercedes liderou todas as sessões no Circuito das Américas até agora neste fim de semana, cravando mais uma volta recorde (1:33.108) na classificação.

Vettel, 59 pontos atrás no campeonato, teve um início complicado nos EUA, usando um novo chassi depois de problemas de equilíbrio durante os treinos de sexta-feira. Mas ele se recuperou durante o sábado para surgir como o rival mais próximo de Hamilton no classificatório, ficando à frente de Valtteri Bottas.

Hamilton conquistará o título no domingo se vencer a corrida, com Vettel não melhor do que em sexto, ou terminar em segundo, com Vettel não melhor do que nono, e Bottas não vencendo, cenários que ele não acredita que ocorrerão.

“Eu acho que é muito improvável que será este o caso”, disse Hamilton, quando questionado sobre suas chances de assegurar o título amanhã à tarde. “Sebastian fez um grande trabalho hoje ao trazer a Ferrari de volta para cá.

“Tudo o que posso fazer é o melhor que posso, mas Sebastian está logo ali, então ao menos que ele cometa um erro bobo, o que é improvável, então isto continuará para outras corridas”.

Hamilton estava extremamente feliz depois de conquistar sua 72ª pole da carreira, que lhe dá 117 largadas na primeira fila, superando o recorde Michael Schumacher.

“A equipe tem feito um ótimo trabalho”, disse Hamilton. “O circuito estava muito difícil hoje, com o vento contra. Tínhamos vento contra na Curva 11, depois à favor saindo da Curva 1; porém o trecho rápido no fim do primeiro setor, era com vento à favor, e então vento contra na Curva 9.

“O vento mudava o tempo todo durante a volta, então você fica meio sem noção do quanto você pode forçar, mas é por isso que amo esta pista, é fantástica de pilotar”.

Bottas, enquanto isso, ficou lamentando ao ser superado por Vettel na última volta.

“Fizemos várias grandes mudanças nos ajustes durante o fim de semana, que deixaram o carro mais rápido, mas estava difícil pilotar”, disse Bottas, referindo-se ao vento.

“Estou definitivamente desapontado, pois parecia que seria bom para nós, mas sempre há o amanhã”.

A Mercedes pode também confirmar seu quarto título consecutivo no Mundial de Construtores na corrida de amanhã se a Ferrari não conseguir diminuir sua desvantagem em 17 pontos.