Pirelli não esperava que as equipes usassem os pneus ultramacios tão cedo

A Pirelli admitiu que ficou surpresa com a Ferrari e Red Bull rodarem com o novo composto ultramacio, logo no primeiro teste de pré-temporada

O ultramacio foi introduzido como parte do compromisso da Pirelli para ajudar a incrementar o show, com o mais novo composto devendo ser usado em circuitos como Mônaco, Canadá e Cingapura.

Na terça-feira, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo usaram por pouco tempo o pneu, seguido na quinta-feira por Kimi Raikkonen e Daniil Kvyat.

Perguntado a Mario Isola, da Pirelli, se ficou surpreso ao ver equipes usando os pneus tão cedo, já que a preferência é sobre a confiabilidade em vez do desempenho na primeira semana de testes, ele respondeu: “No início, sim, honestamente, sim. Mas então pensei que por causa de Montreal, elas queriam algumas informações com antecedência para analisar os dados”.

“Considerando que tivemos um tempo bom, foi o momento certo para testar o ultra macio”.

Sob os novos regulamentos para esta temporada, as equipes têm de indicar os compostos escolhidos com 14 semanas de antecedência para um evento, com uma decisão para o GP do Canadá findando na próxima quinta-feira.

No geral, Isola estava satisfeito com o desempenho do ultra macio, e com os dados coletados. Quanto ao potencial de melhoria no tempo de volta em comparação com o super macio, Isola disse: “Se analisar a Ferrari, o resultado foi 0,8s por volta”.

“Em Abu Dhabi (quando foi testado no ano passado) encontramos um pouco menos. Na minha opinião a diferença correta deve estar entre 0,5 e 0,8s. Isso é mais ou menos a meta que tínhamos em mente”.