Pirelli faz antevisão do GP da Austrália

Uma nova temporada com novas regras em relação aos pneus que estão entre as mais revolucionárias da história recente. Os times ganharam mais opções que poderão gerar variação ainda maior e, pelo menos, dois pit-stops por corrida.

 

O CIRCUITO DO PONTO DE VISTA DOS PNEUS

  • Albert Park é um circuito de rua, estando especialmente “verde” e sujo no começo do fim de semana.
  • Tudo se resume a aceleração e frenagem: as forças longitudinais são mais intensas do que as laterais.
  • A pista possui várias curvas de baixa velocidade, então o foco é na aderência mecânica e na alta carga aerodinâmica.
  • A curva oito (para direita) é rápida, assim como a longa curva para a esquerda entre as arquibancadas Clark e Waite.
  • O pneu traseiro esquerdo é o mais exigido – então este é o qual os pilotos precisam ficar de olho.
  • O clima é sempre imprevisível: teve sol intenso e chuva torrencial no passado.
  • O asfalto é razoavelmente liso, então o desgaste do pneu é comparativamente baixo.

 

OS TRÊS COMPOSTOS ESCOLHIDOS:

  • Médio branco: um composto de baixa gama de trabalho e um dos mais versáteis.
  • Macio amarelo: um composto de alta gama de trabalho e com foco em desempenho.
  • Vermelho supermacio: um composto de baixa gama de trabalho e rápido, mas possui vida útil limitada.

 

COMO FOI EM 2015:

  • Vencedor: Hamilton (uma parada: começou com pneus macios e mudou para os médios na 25ª volta.
  • Melhor posição de uma estratégia alternativa: Hulkenberg (duas paradas: começou com os macios, mudou para os médios na 21ª volta e voltou para os macios na 44ª volta). Terminou em sétimo tendo saído da 14ª posição.
  • A maior parte dos pilotos fez apenas uma parada nos boxes, com as estratégias sendo afetadas pela entrada do safety car no começo da prova.

 

PAUL HEMBERY, DIRETOR DE MOTORSPORTS DA PIRELLI:

“Com mudanças significativas no regulamento envolvendo os pneus em relação ao ano de 2015, esperamos um leque de opções de estratégias ainda maior, com mais possibilidades abertas não apenas para cada time, mas também para os pilotos de forma individual. Na verdade, as decisões táticas para a prova em Albert Park começaram no ano passado, já que todo time indicou os pneus que irão utilizar: apenas recentemente, como um jogo de poker, todos mostraram suas mãos. Até domingo pela manhã em Melbourne veremos quem fez as escolhas corretas”.

 

QUAIS SÃO AS NOVIDADES?

  • Um novo formato de treino classificatório: essa mudança não afeta os pneus ou o regulamento.
  • Temos um novo composto ultramacio o P Zero Roxo, embora ele só vá ser usado em Mônaco.
  • Distâncias impressionantes foram cobertas durante os testes de pré-temporada: 8.931 voltas em Barcelona no total.

 

OUTRAS COISAS QUE CHAMARAM NOSSA ATENÇÃO:

  • A nova conta do Twitter da Renault F1: @RenaultSportF1. Mesma inteligência, cores diferentes.
  • O novo pneu P Zero para uso urbano, que foi antecipado durante o Salão de Genebra, na Suíça.
  • O engenheiro da Pirelli, Max Damiani, terminou em 23º de um total de 314 participantes no Rally Histórico de Monte Carlo.
Pirelli - GP da Austrália
Pirelli – GP da Austrália