Pilotos da Red Bull sofreram com a degradação dos pneus

Os pilotos da Red Bull, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, sofreram com a alta degradação dos pneus durante o GP da Europa deste domingo.

Ricciardo largou em segundo e inicialmente segurou a posição, mas caiu conforme os seus pneus se degradaram e a Red Bull sofreu nas retas.

Depois das paradas iniciais por pneus macios, Ricciardo e Verstappen foram forçados a parar novamente pelos pneus médios, caindo ainda mais na tabela.

Nos pneus mais duros, a dupla progrediu e completou ultrapassagens sobre Nico Hulkenberg, da Force India, para terminar em sétimo e oitavo.

“A intenção era uma parada”, disse Ricciardo depois da corrida.

“Nas primeiras duas voltas estava tudo indo muito bem, já que fiquei com Nico (Rosberg) e Seb (Vettel) não conseguiu atacar, mas isto mudou muito rapidamente – eu derrapava muito e não havia outra saída”.

“Então a intenção era ir até o final nos macios, mas fomos forçados a uma segunda parada para calçar os médios. Nós conseguimos recuperar algum ritmo com eles, mas com os pneus mais macios ficamos perdidos”.

“Eu pensei que estaríamos em uma posição de briga, mas o ritmo não estava lá. Todos estão um pouco surpresos com isto, mas temos pessoas suficientes na equipe para entender isto”.

Verstappen cruzou a linha um segundo e meio atrás do seu companheiro de equipe.

“Para mim, houve muita degradação na traseira quando usei os supermacios e macios”, disse.

“Nos médios eu senti que estava voando nas últimas 15 voltas da corrida. Eu cravei a volta mais rápida, que não foi tão ruim, e estava alcançando os caras, quase conseguindo o sétimo lugar”.

“Nós podemos ficar felizes com o desempenho, mas, com certeza, queremos terminar um pouco mais acima”.