Pilotos criticam proposta absurda de Ecclestone

Os pilotos de Fórmula 1 se manifestaram contra a proposta de Bernie Ecclestone de que os circuitos deveriam construir muros em torno das curvas para desencorajá-los a exceder os limites de pista.

O dirigente, que completa 86 anos nesta sexta-feira, também minimizou as preocupações com a segurança. Segundo ele, ninguém quer ver fatalidades na F1, mas a possibilidade de que isso possa acontecer aumentaria o interesse na categoria.

Nico Rosberg (Mercedes) foi o primeiro piloto a se manifestar. “Bem, minha opinião é de que existem 10 outras áreas que devemos olhar se quisermos tornar o esporte ainda melhor, antes de começar a olhar para voltar no tempo em matéria de segurança”, disse ele.

Sergio Pérez (Force India) é mais comedido. “Eu penso que nós podemos definitivamente tornar os circuitos um pouco mais desafiadores para os pilotos, não necessariamente com paredes, mas fazendo o piloto pagar por seus erros, ter uma caixa de brita e perder tempo. Eu acho que esse tipo de coisa é bom porque que força os pilotos a não cometerem erros”, comentou.

“A segurança vem em primeiro lugar, mas também desafios para os pilotos”, acrescentou Carlos Sainz Jr (Toro Rosso). “Uma área de escape com tanto asfalto, como em Austin, é bom para a segurança, mas estou convencido de que poderíamos usar alguns dispositivos para tornar (as coisas) um pouco mais desafiadoras”.

“Pelo menos você paga alguma coisa, você não ganha uma vantagem. No momento, é muito fácil para nós simplesmente perdermos um pouco o ponto de frenagem, não acontece nada, você continua e nem sequer trava os pneus, então eu concordo plenamente com Checo (Pérez)”, concluiu.