Pierre Gasly não disputará GP dos EUA com a Toro Rosso

Pierre Gasly vai disputar o título da Super Fórmula em Suzuka, em vez de correr com a Toro Rosso no Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1.

Gasly, campeão da GP2 de 2016, substituiu Daniil Kvyat na Toro Rosso na Malásia e Japão, e deixou claro que ele escolheria a F1 ao invés da final da Super Fórmula, se pudesse escolher.

A Toro Rosso anunciou que ele ficaria em Austin, mas o conselheiro de automobilismo da Red Bull, Dr. Hemult Marko, sugeriu que uma decisão final ainda não havia sido feito sobre onde Gasly iria correr durente o fim de semana de 20 a 22 de outubro.

Por outra lado, a Honda disse que a prioridade para Gasly era disputar o GP dos EUA, mesmo que isso custasse o título da Super Fórmula para a rival Toyota.

Agora, o chefe da Toro Rosso, Franz Tost, está ansioso para colocar outro piloto na segunda vaga da equipe em Austin, ao lado de Kvyat, enquanto ainda pensa em sua dupla de pilotos para 2018.

Como resultado, Gasly, que é vice-líder da Super Fórmula atrás 0,5 ponto de Hiroaki Ishiura, retornará ao Team Mugen para tentar o título.

Gasly é o favorito para assumir uma vaga em tempo integral com a Toro Rosso no próximo ano e espera-se que ele ainda corra três corridas da F1 neste ano, México, Brasil e Abu Dhabi.

Ainda não está claro quem irá substituir Gasly na Toro Rosso para o GP dos EUA.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *