Novo presidente da Fórmula 1 entra em conflito com Ecclestone e Ferrari

O futuro de Bernie Ecclestone pode não estar tão garantido quanto se pensava anteriormente.

Entende-se que John Malone, magnata da mídia norte-americana, assinou um novo acordo de três anos com o todo-poderoso da Fórmula 1 quando comprou da CVC os direitos comerciais da categoria.

Contudo, a ‘Auto Bild’ da Alemanha alega que Ecclestone e Malone podem já ter se desentendido, com o britânico devendo abandonar seu cargo de chefe executivo da F1 após a etapa final desta temporada em Abu Dhabi.

O mesmo relato indica que Malone e Sergio Marchionne, presidente da Ferrari, também estão tendo conflitos, já que o norte-americano quer acabar com os bônus especiais que a equipe italiana recebe anualmente.

“Me processe!”, teria dito Malone a Marchionne durante negociações recentes. “Eu tenho tempo e dinheiro”.