Nasr: “Prioridade é permanecer na Sauber”

Após a confirmação de Ericsson para 2017, Nasr afirma que negociações com a Sauber seguem.

Após marcar pontos e garantir a 10ª colocação no mundial de construtores para a Sauber, Felipe Nasr disse nesta quinta-feira em entrevista coletiva em Abu Dhabi que mantém a confiança para permanecer na F1 na próxima temporada e afirma que continuar na equipe suiça é prioridade.

Nasr comentou em que pé anda as negociações para permanecer no grid em 2017 e o brasileiro resumiu.

“Ainda há negociações em andamento. Há conversas com a Sauber, principalmente, e essa é a nossa prioridade agora. Eu tenho um grande relacionamento com a equipe, foram dois grandes anos.

O brasiliense viveu dois anos bem distintos na Sauber, no primeiro conseguiu grandes façanhas, como por exemplo o GP da Austrália, no qual chegou na quinta colocação, logo em sua prova de estreia. Entretanto, no segundo ano, Nasr sofreu com o fraco rendimento de seu carro.

“Nós vimos os dois lados da moeda, no primeiro ano eu era capaz de fazer muito, no segundo foi um momento tão difícil com o carro não competitivo. Mas foi bom que conseguimos esses dois pontos no Brasil e tenho certeza que deu um impulso para a equipe – esses dois pontos significam muito, para mim e para a equipe”, explicou.

Questionado se os pontos conquistados no Brasil seriam fundamentais para a sua permanência, afirmou.

“Espero que isso ajude, com certeza.  Sabemos o quanto esses pontos significam em termos de campeonato, os pontos, os recursos que a equipe vai levar para 2017, então é o melhor que poderia ter sido”, finalizou.

Se Felipe Nasr não conseguir uma vaga para 2017, o Brasil não terá piloto representante na Fórmula 1, o que pode dificultar a permanência do GP Brasil no calendário.