Nasr critica manobra de Magnussen, que gerou sua rodada

Felipe Nasr culpou Kevin Magnussen pelo que ele sente que foi uma manobra “desnecessária” na primeira volta do GP do Canadá de domingo.

Magnussen, da Renault, que largou na parte de trás do grid depois de seu acidente nos treinos, atacou o piloto brasileiro da Sauber, que largou em 18º, na entrada da curva 3.

Como Nasr mudou a trajetória da esquerda para a direita, a dupla bateu as rodas, com Nasr girando e Magnussen continuando na pista.

O piloto da Sauber criticou as ações do piloto da Renault após a corrida.

“Foi uma corrida decepcionante para mim”, disse Felipe. “Minha largada foi boa, mas, de repente, na curva 3, fui atingido por trás (por Magnussen). Foi uma manobra muito infeliz e desnecessária”.

“Esse (incidente) comprometeu a minha corrida. Eu tentei o meu melhor para me recuperar, e, no final, era capaz de fazer tempos decentes nos pneus macios”.

Magnussen e Nasr cruzaram a linha de chegada duas voltas atrás, com o dinamarquês em 16º, e o brasileiro em 18º, entre os dois pilotos da Manor.

Nenhuma ação foi tomada pelos comissários sobre o incidente.