Na Itália, Briatore é condenado à prisão por evasão fiscal

Flavio Briatore, ex-chefe da Renault na F1, recebeu uma pena de 18 meses de reclusão na Itália.

Dois anos atrás, o italiano foi condenado por um caso envolvendo evasão fiscal relacionado ao seu luxuoso iate, o “Force Blue”.

Agora, ‘La Gazzetta dello Sport’ cravou que, com a acusação pedindo uma sentença de quatro anos, um tribunal de apelação em Gênova, em vez disso, aplicou uma pena de um ano e seus meses por crimes tributários.

Briatore e outros quatro foram considerados culpados de usar o iate recreativamente, sonegando assim 3.6 milhões de euros em impostos sobre o valor agregado, emitindo faturas falsas.

O Force Blue também foi confiscado.

O advogado de Briatore comentou: “Tomamos nota da decisão do juiz e apelaremos para a Suprema Corte. Estamos certos da inocência de Briatore”.