Mercedes: Nova classificação pode ter efeito indesejado

Os chefes da Mercedes, Niki Lauda e Toto Wolff, avisaram que o novo formato da classificação na Fórmula 1 pode ter um efeito oposto ao desejado.

“A meta é ter mais pilotos na pista, mas acredito que na verdade teremos pouca emoção nos minutos finais”, declarou Lauda à emissora austríaca ‘ORF’.

Wolff concorda que o novo sistema, com pilotos sendo eliminados a cada 90 segundos, poderá concentrar a ação no início das qualificações.

“Significa que você terá de sair imediatamente com pneus novos a fim de marcar seu tempo”, disse ele. “No Q3, podemos não ter carros na pista nos últimos oito minutos porque eles só terão pneus usados disponíveis”.

“É realmente confuso”, acrescentou ele, referindo-se à estreia do novo formato. “Você mal consegue acreditar que esta é uma categoria global quando mudamos as regras no último minuto”.