Mercedes identifica falha no motor de Hamilton

A Mercedes descobriu a causa da quebra do motor de Lewis Hamilton durante o GP da Malásia.

Após investigações, a Mercedes identificou uma falha no rolamento do virabrequim como a causa do problema no motor, que aconteceu sem aviso depois de 618 km e foi precedida por uma perda de pressão do óleo na curva 15.

No GP do Japão deste fim de semana, Hamilton voltará ao motor que usou em Cingapura, enquanto Nico Rosberg continuará com a unidade de potência que utilizou na Malásia.

Como precaução, a Mercedes está introduzindo parâmetros operacionais revisados para a equipe de fábrica e as clientes Williams, Force India e Manor. Esses parâmetros incluem uma especificação de óleo diferente e mais conservadora, entre outros.

Todos os pilotos impulsionados pela Mercedes, com exceção de Esteban Ocon, da Manor, deveriam receber motores novos neste fim de semana como parte de seu ciclo planejado.

Entretanto, essas trocas foram adiadas até a Mercedes concluir suas análises adicionais da unidade quebrada de Hamilton. Esses cinco pilotos das equipes clientes continuarão usando seus motores do GP da Malásia.