Mercedes destaca campeonato “imprevisível” após derrota no Canadá

Toto Wolff admite que a Mercedes tem uma luta nas mãos pelos títulos do campeonato deste ano, com as margens apertadas.

Na mais recente etapa da F1 – GP do Canadá – em uma pista onde a Mercedes deveria dominar, com Lewis Hamilton vencendo nos últimos três anos consecutivos, a equipe perdeu para a Ferrari. Enquanto Sebastian Vettel conquistou a vitória, Valtteri Bottas foi o melhor para a Mercedes, ao terminar em segundo, enquanto Hamilton amargou o quinto lugar.

O resultado foi decepcionante para a Mercedes segundo Wolff, com o chefe da equipe reconhecendo que a regularidade do ano passado parece ter desaparecido.

“Fomos a Montreal esperando que nosso carro fosse muito forte e saímos vendo que não estávamos onde achamos que deveríamos estar”, admitiu Wolff.

“Essa equipe foi extremamente forte no passado para manter a confiabilidade em um nível alto. Isso não é algo que me preocupa”, acrescentou.

“Não há realmente um padrão. Antes, em algumas pistas nós éramos dominantes e em outras nos esforçávamos, mas de alguma forma este ano as margens se tornaram muito apertadas”, detalhou o chefe da Mercedes.

Wolff ainda sugere que, o campeonato deste ano pode ser decidido por quem cometer o menor erro e levar o melhor desenvolvimento para a unidade de potência, em todos os finais de semana. Detalhe que a Mercedes pecou em Montreal, ao não trazer o seu motor atualizado, devido a problemas – não totalmente detalhados – na fábrica.