Mercedes decide trocar o motor de Lewis Hamilton

Lewis Hamilton vai utilizar seu segundo motor da temporada em 2016, após o problema apresentado na classificação para o GP da China. O piloto da Mercedes, que já teria uma pena de cinco posições no grid por troca na caixa de câmbio, vai largar em último depois de um problema ocorrido no MGU-H.

A equipe confirmou que a unidade de potência teria que ser alterada, a fim de “dar tempo para analisar adequadamente a questão na fábrica, e, em seguida, determinar quais componentes podem ser reutilizados em eventos futuros”.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, admitiu que ter um motor novo “acrescenta uma nova complexidade da situação” para a corrida de domingo. Hamilton teria a opção de partir do pitlane, mas pretende começar do 22º lugar no grid: segundo Wolff, isso “lhe dá mais oportunidade de ultrapassar na primeira curva”.

Hamilton admitiu que ficou “furioso” quando problema o atingiu, mas está otimista sobre o que ele pode alcançar no GP. “Você pode ultrapassar aqui”, disse ele. “Só acaba na bandeirada. As duas Ferraris são rápidas, um pódio está fora de questão, a menos que algo aconteça com eles. Mas eu vou dar tudo o que tenho”.