McLaren acredita que a Renault viabilizará os pódios em 2018

A McLaren acredita que a Renault vai viabilizar o retorno da equipe aos pódios em 2018.

Após três péssimos anos com a Honda, a equipe rompeu sua parceria com a montadora japonesa e agora receberá a potência dos motores Renault.

Mas o chefe da McLaren, Zak Brown, negou que a decisão da separação com a Honda tenha sido feito pela pressão aplicado por Fernando Alonso

“Ele nunca disse: Precisamos de um novo motor”, Brown falou ao ‘Auto Motor und Sport’.

“Fernando queria apenas saber qual era nosso plano para avançarmos com nosso unidade de potência”.

Entretanto, Brown avisou que outras equipes que já possuem experiência com as unidades francesas, como a Red Bull, terão uma vantagem.

“O pessoal que está na frente é muito rápido”, disse Brown. “Precisamos dar o nosso melhor. Esperamos subir ao pódio”.

“Mas se estabelecermos o pódio como uma meta definitiva e chegarmos em quarto, ficaremos desapontados. Porém, na verdade seria nosso melhor resultado em anos”.

“Conseguiremos conquistar o título no próximo ano? Existe o risco de sermos ambiciosos demais”.

Por outro lado, Brown gostou do que viu até agora da Renault. “Estivemos na fábrica de motores algumas vezes e gostamos do que vimos”, confirmou ele.