Massa pede a introdução da proteção de cockpit

Felipe Massa reiterou seu apoio ao sistema de proteção do cockpit ‘halo’, mas disse que não gosta do conceito da Red Bull, que tem um para-brisa.

Massa também ironizou os pilotos que demonstraram o seu desagrado com o conceito de halo, dizendo que não havia necessidade de “ser o rei”.

“Eu sou um grande defensor da segurança”, disse Massa. “Se pudermos salvar uma vida, ou se podemos fazer um acidente não ferir os pilotos, então eu sou a favor”.

“Não quero ser o rei, ‘Eu não preciso disso, eu quero correr, mesmo sem o capacete, eu sou o rei’. Não sou assim. Só quero fazer coisas melhores para os pilotos e para a segurança”.

Perguntado sobre como o halo teria ajudado em seu acidente de 2009 na Hungria, quando foi atingido por um componente de suspensão, Massa disse: “Acho que se a mola batesse em alguma coisa antes de me atingir, certamente o impacto seria menor”.

Massa também manifestou dúvidas sobre o conceito da Red Bull, especialmente com relação à visibilidade.

“As imagens que vi da Red Bull com essas duas coisas ao lado, onde estamos olhando sempre, talvez a visibilidade seja ainda pior. E parece com um buggy”.

“Se for melhor para a segurança e precisamos usá-lo, eu concordo, mas acho que precisamos usar coisas que não afetem a visibilidade do piloto”.