Massa ficou sem algumas peças novas após acidente de sexta-feira

Estão faltando algumas peças no carro de Felipe Massa para o GP do Canadá, após o acidente sofrido por ele na sexta-feira de manhã. A Williams admite que isso está custando a ele entre dois a três décimos de segundo por volta.

O brasileiro bateu na Curva 1 após seu sistema DRS não ter fechado corretamente. A Williams reconstruiu seu carro a tempo para a segunda sessão de treinos e ele se classificou em oitavo para a corrida, menos de um décimo atrás do companheiro de equipe Valtteri Bottas.

“Com os problemas que tivemos nos treinos, eu não tive tudo em termos de partes no carro, então eu estava perdendo um pouco de desempenho”, disse Massa, que estimou o déficit em “pelo menos dois décimos”.

O chefe de desempenho da Williams, Rob Smedley confirmou que Massa sofreu um déficit de desempenho como um legado de seu acidente anterior. “Ficamos sem peças após o acidente”, reconheceu Smedley. “Não foi possível fornecer ao seu carro todas as partes e com isso faltam dois décimos”.

A Williams passou parte da sexta-feira investigando a causa da falha de DRS, que Smedley afirmou estar relacionada com o mecanismo que a controla. “Ela não tinha autoridade hidráulica suficiente até que a velocidade do carro fosse reduzida a um certo nível. Há alguns solavancos bastante grandes na frenagem para a Curva 1, que desempenharam um papel”, explicou.